Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 24/03/2021 - Gerenciamento em Saúde

 Abalos emocionais e os legados da pandemia

Uma mulher sentada em um ambiente com a luz baixa, ela está com o telefone celular na mão e a luz da tela iluminada

A pandemia da Covid-19 fez com que ficássemos dentro de casa em isolamento social. Agora que estamos chegando perto de completar um ano de pandemia, os efeitos do isolamento nas nossas mentes estão se mostrando cada vez mais. A saúde mental ficou abalada nesse momento tão doloroso e alguns danos, como ansiedade e depressão, foram surgindo. Veja alguns dos legados da pandemia para a saúde mental da população:


Distrações virtuais

O celular, os vídeogames e o computador são algumas das distrações mentais mais utilizadas. Dentro de casa acaba batendo o tédio e, para se distrair, as pessoas, principalmente jovens e crianças, acabam abusando desses aparelhos para poderem se divertir. A falta de vida social é um dos fatores que contribuem para que as pessoas fiquem cada vez mais tempo online. A necessidade de preencher um vazio é um prato cheio para que isso aconteça. As videochamadas são basicamente a única forma de se reunir com os entes queridos e, também, para fazer reuniões de trabalho simultâneas sem precisar haver aglomerações.


O não saber

Como não sabemos como será o futuro, quando a pandemia vai acabar, quando as interações presenciais voltarão, quando poderemos visitar nossos familiares e amigos, perdemos o foco no agora e vivemos muito no futuro pensando em quando tudo isso terá um fim. Isso acaba gerando ansiedade, principalmente nos mais controladores. Não saber do próprio futuro é extremamente angustiante, mas precisamos manter a calma e não tirar o foco do presente.


Baixa autoestima

Se por um lado as redes sociais aproximam as pessoas e permitem que consigam se comunicar com o mundo exterior ao confinamento, elas também acabam contribuindo para a distorção da autoimagem. Se comparar com as pessoas que vemos nas redes sociais é um caminho perigoso, pois muitas vezes as fotos são editadas, ou o corpo daquela pessoa pode ter sido favorecido por uma pose ou por jogo de luz e sombra. A comparação destrói a autoestima, além de contribuir com o desenvolvimento de ansiedade e depressão.

Autoconhecimento

Se conhecer é a chave para evitar ou tratar transtornos mentais. Para isso, é recomendado a busca de ajuda psicológica e/ou psiquiátrica sempre que houver sofrimento psíquico significativo. Se entender como um indivíduo único e saber suas qualidades, dificuldades e limitações é de extrema importância!

Deixe o seu comentário

Próximas Atividades

Publicações Anteriores