Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 13/02/2020 - Gerenciamento em Saúde

 Amor-próprio: você e seu corpo em um relacionamento saudável

Imagem de uma mulher usando um maiô. Ela está sorrindo enquanto sai do mar.

A combinação trajes de banho e chinelo parece ser a mais natural para os dias de calor na praia, mas para algumas pessoas esse ainda é um look que causa desconforto, pois muitas até acabam se privando de usar. 

O comportamento é resultado da ausência de um relacionamento saudável com o próprio corpo e o principal motivo para isso vem de um ideal de beleza imposto socialmente.

É importante pensar que a preocupaç​ão obsessiva com uma silhueta específica foge do ideal saudável, que passa por uma alimentação equilibrada e uma vida fisicamente ativa, que proporcionam mais saúde e bem-estar. 

Um número na balança é apenas um número e não um sinônimo de saúde. 


Suas inspirações são reais? 

Se antes as mídias tradicionais eram responsáveis pela criação de um ideal de beleza, hoje as redes sociais desempenham um papel igual ou até mais importante ao das mídias tradicionais. O ponto positivo é que o controle está totalmente nas suas mãos. 

É você quem decide quais conteúdos consome, e principalmente, quais são os efeitos desses conteúdos no seu bem-estar. Procure seguir pessoas confiantes, positivas e principalmente verdadeiras. 

E quem sabe você não passa a inspirar outras pessoas também? Quando você abraça suas características, também está incentivando outros a fazerem o mesmo. Passe a ver e compartilhar a sua beleza. Desta forma, você estará iniciando um ciclo de positividade no seu círculo social. 


Priorize uma rotina saudável

Coloque no seu dia a dia: alimentação equilibrada, uma boa noite de sono, prática de atividades físicas prazerosas e encontros com pessoas que fazem bem a você. Certamente essa receita vai proporcionar um bem-estar tanto físico quanto mental.


O corpo ideal muda a cada estação

Já reparou que o “corpo ideal” vive mudando? Magro, gordo, alto, baixo, com curvas, sem curvas. Fica difícil acompanhar, não é? 

Por isso, é muito importante lembrar que cada pessoa possui um perfil físico. Você é quem você é, já os padrões estéticos mudam com o tempo. Tentar seguir o que a mídia, a indústria da moda e até mesmo as redes sociais elegem como padrão vai contra o que é natural em você. 

O amor-próprio é um exercício constante e diário. Dá trabalho e exige uma mudança completa no nosso jeito de pensar, mas começar é o mais importante passo na direção da aceitação. Identifique pontos positivos em você e no seu corpo, reconheça que ninguém é perfeito, aceite as suas limitações e passe a curtir ser quem você é.


Deixe o seu comentário

Próximas Atividades

Publicações Anteriores