Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 10/06/2019 - Gerenciamento em Saúde

 As fases do sono

 Mulher dormindo com uma expressão facial sorridente. No centro da imagem está escrita a hashtag #cuidardevocê.

​Dormir bem é uma das recomendações para quem quer ter uma vida saudável. Isso porque o sono é capaz não apenas de restabelecer o corpo e a mente após um período intenso de atividades, mas também contribui para a melhora do metabolismo, para manter o peso sob controle, para o fortalecimento do sistema imunológico, para prevenir doenças e ainda para que haja a regulação emocional e a sensação de bem-estar.


O sono é uma necessidade básica do nosso organismo, assim como beber água ou se alimentar. E para contar com todos os benefícios atrelados a ele, as pessoas devem estar atentas à quantidade e também à qualidade do sono. Além disso, especialistas recomendam que é fundamental manter uma rotina relacionada ao sono, ou seja, estabelecer horários regulares para dormir e acordar, mesmo aos finais de semana. Nesse período de inatividade, deitado sobre o colchão, ocorre um processo que envolve complexos de mecanismos fisiológicos em diferentes regiões do sistema nervoso central. Enquanto achamos que apenas descansamos, muitas atividades acontecem em nosso organismo.

Os estágios do sono

O sono humano é constituído por duas fases distintas: o chamado sono não REM, que é mais lento, e sono REM, que tem atividade cerebral mais rápida e é quando acontecem movimentos rápidos dos olhos (do inglês: Rapid Eye Movements, ou REM).


A noite de descanso começa com o sono não REM, composto por três estágios diferentes:


N1 - transição da vigília para o sono mais profundo, porém ainda um sono leve.


N2 - desconexão total do cérebro com os estímulos do mundo real.


N3 - sono profundo com descanso da atividade cerebral.


​Eis, então, que chega a vez do sono REM. Nessa fase, há intensa atividade cerebral e movimentos oculares rápidos. É quando acontecem os sonhos e também a consolidação da memória.

Em uma noite completa de sono, um adulto apresenta de quatro a seis ciclos, contendo tanto estágios do sono não REM como o sono REM. Cada ciclo pode durar uma média de 90 minutos. Ficar acordando várias vezes à noite é importante para que todo o processo ocorra e a pessoa levante restabelecida para começar um novo dia.


O período ideal do sono

De acordo com o National Sleep Foundation, dos Estados Unidos, para cada faixa etária existe uma quantidade de horas necessárias de sono por dia. Com o passar dos anos, diminui o tempo ideal na cama para descansar e repor as energias para o dia seguinte. Veja:


  • Recém-nascidos (até 3 meses): de 14 a 17 horas

  • Bebês lactentes(de 4 a 11 meses): de 12 a 15 horas

  • Primeira infância (de 1 a 2 anos): de 11 a 14 horas

  • Pré-escolar (de 3 a 5 anos): de 10 a 13 horas

  • Fase escolar (de 6 a 13 anos): de 9 a 11 horas

  • Adolescentes (de 14 a 17 anos): de 8 a 10 horas

  • Jovem e adulto (de 18 a 64 anos): de 7 a 9 horas

  • Idoso (a partir de 65 anos): de 7 a 8 horas


Deixe o seu comentário

Próximas Atividades

Publicações Anteriores