Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 09/04/2019 - Notícias; Saúde Mental

 Como é sua relação com a maquiagem?

Foto de mulher olhando para baixo enquanto passa maquiagem na região das olheiras.

Quem não gosta de se sentir bem consigo mesmo, não é? Nada como olhar no espelho e gostar do que enxerga. No entanto, é preciso entender que autoestima vai além da aparência física. Também tem a ver com sua segurança, autoconfiança, o quanto se acha capaz e inteligente, etc. Neste ponto, entra a maquiagem. De acordo com os mais antigos indícios achados por arqueólogos, a maquiagem surgiu no Egito Antigo, por volta de 3000 antes de Cristo. A arte teve origem com o kohl, um pigmento preto ainda hoje usado como sombra – isto é, para sublinhar o contorno dos olhos e escurecer cílios e sobrancelhas. A maquiagem, que já foi símbolo da nobreza, hoje é extremamente popularizada, principalmente no cotidiano das mulheres.

A make (como a maquiagem é conhecida por internautas e blogueiras fashion) é um grande estímulo para a autoestima. Muitas mulheres a enxergam como um escape, uma pausa para o autocuidado. Porém, para muitas, a maquiagem é uma necessidade. Existem pessoas que quase não se reconhecem sem os lábios pintados, cílios postiços e rosto corado. Isso pode ser perigoso, pois acaba criando uma dependência, e sabemos que vícios não são positivos. Sugerimos um experimento: tente começar aos poucos. Reserve um dia da semana para cuidar de sua pele sem maquiagem! Faça uma esfoliação, passe um creme hidratante, um sérum e deixe a maquiagem de lado. Não saia de casa sem protetor solar, claro. Deixe a pele respirar. A pele, assim como nós, também precisa de um tempo sozinha para se recuperar. Tente enxergar beleza onde você via defeitos.

A maquiagem precisa ser um complemento de sua autoestima e não um fator determinante para ela. É importante tratar deste assunto desde cedo. Muitas meninas estão crescendo com a ideia de que precisam de maquiagem para serem bonitas. Algumas usam produtos não adequados para a idade e isso, além de não ser um comportamento saudável, pode prejudicar a pele. Não sinta vergonha de sua pele natural e incentive as crianças a não sentirem também. Lembre-se: equilíbrio é tudo. Trate bem da sua pele!


Deixe o seu comentário

Próximas Atividades

Publicações Anteriores