Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 09/12/2019 - Gerenciamento em Saúde; Saúde do Adulto

 Dezembro – mês de conscientização sobre HIV/AIDS

Imagem de uma pessoa segurando uma fita vermelha, símbolo da luta contra o HIV.

Primeiro, vamos falar o que muita gente já sabe, mas vale sempre a pena lembrar: HIV e AIDS não são a mesma coisa. HIV é o nome do vírus da imunodeficiência humana e AIDS é o nome da síndrome que esse vírus causa. Como esse é um vírus que ataca o sistema imunológico de maneira relativamente lenta, pode levar muitos anos para a pessoa passar do estágio de possuir o vírus no seu organismo (HIV+ ou soropositividade) para o estágio da síndrome da imunodeficiência (AIDS, que é quando a pessoa apresenta um sistema imunológico muito debilitado, a ponto de se tornar suscetível a muitas doenças principalmente infecciosas.


Teste de HIV – Por que é importante fazer?

- Os testes disponíveis, tanto na rede pública quanto na rede privada, são confiáveis, amplamente disponíveis e conseguem detectar a infecção pelo vírus desde as primeiras semanas de contágio;

- Se a infecção for confirmada, uma equipe de saúde especializada passa a acompanhar o paciente. Para a maioria dos pacientes, o tratamento é indicado tão logo o diagnóstico é confirmado.


Tratamento

Os tratamentos disponíveis para o HIV são altamente eficazes em manter a doença sob controle, ou seja, permitem que as pessoas tenham cargas virais próximas de zero (o termo correto é “indetectável”) e, assim, consigam se manter saudáveis.

E sabe por que é importante saber tudo isso? Porque o fato da pessoa não apresentar sintomas, mas ter o vírus, pode fazer com que ela não procure saber sobre seu estado sorológico. Mas mesmo sem sentir nada, o vírus vai se multiplicando e é aí que existe a maior chance dessa pessoa contaminar outras pessoas. Agora, se a pessoa sabe que tem o vírus e faz o tratamento adequadamente, além de estar orientada quanto às inúmeras estratégias para prevenir a transmissão, ao ter carga viral indetectável de forma sustentada, não transmitirá o vírus. Por isso, o passo inicial nessa história toda é saber se você tem o vírus ou não. Procure um serviço de saúde e solicite o teste de HIV quantas vezes forem necessárias. Esse é um jeito de cuidar de você e de outras pessoas também.


Para mais detalhes, acesse nossa cartilha de saúde contra o vírus HIV: https://www.unimedpoa.com.br/blogviverbem/Arquivos/Folder_Viver_Bem_Aids.pdf#search=hiv.  


Deixe o seu comentário

Próximas Atividades

Publicações Anteriores