Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

 25/03/2019 - Notícias; Gerenciamento em Saúde; Saúde do Adulto

 Refluxo: como evitar o desconforto

Mulher sentada em uma cadeira, com um notebook e um pote de salada em cima da mesa. Ela está levando um garfo à boca.

A Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE) ocorre quando a válvula, chamada de esfíncter esofágico inferior, se abre quando deveria ficar fechada, deixando passar o conteúdo do estômago para o esôfago. O retorno frequente do ácido do estômago pode causar muitos desconfortos além de irritação no revestimento do esôfago. Conheça mais sobre a doença e saiba como amenizar e evitar os sintomas.


1 – O refluxo é apenas um desconforto e não precisa ser tratado.

Falso. O refluxo é uma doença crônica que deve ser tratada a fim de evitar os desconfortos causados pelo retorno do ácido presente no estômago, como azia, dores no tórax, dificuldade de deglutição, tosse, dor na garganta, regurgitação de alimentos e sensação de nó na garganta, além de eventuais complicações futuras.


2 – A alimentação é a única maneira de prevenir a Doença do Refluxo Gastroesofágico.

Falso. A alimentação pode ser responsável pelo refluxo, mas não é fator determinante. Excesso de peso, tabagismo, consumo frequente de álcool, hérnia de hiato e gravidez também colaboram para o aparecimento do refluxo.


3 – Não existe tratamento para o refluxo.

Falso. Além de medicamentos que podem ser receita dos pelo médico, mudanças nos hábitos podem amenizar ou eliminar os sintomas do refluxo. Evitar café, bebidas alcoólicas, frituras, comidas gordurosas, alimentos cítricos, controlar o peso, não fumar, dormir de duas a três horas após as refeições e não usar roupas e cintos apertados são algumas das medidas.


4 – O refluxo, quando não tratado, pode desencadear outras doenças.

Verdadeiro. Alguns problemas podem se manifestar quando o refluxo não é tratado. A esofagite, por exemplo, é uma inflamação no esôfago provocada, dentre outros fatores, pelo retorno do ácido gástrico. Outros problemas podem surgir como o estreitamento do esôfago, úlcera ou alterações pré-cancerosas.


5 – O estresse pode causar refluxo.

Verdadeiro. O estresse é um dos fatores de risco para o refluxo. Isso ocorre porque em momentos de tensão o organismo libera hormônios que podem aumentar a secreção de suco gástrico. Práticas como ioga e meditação ajudam a diminuir o estresse e a ansiedade.


Lembre-se: procure um médico caso seus sintomas sejam muito desconfortáveis. Não faça um diagnóstico você mesmo. Cuide de sua saúde com segurança!



Deixe o seu comentário

Próximas Atividades

Publicações Anteriores