Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon
Conteúdo

 05/01/2018 - Saúde do Adulto; Saúde do Adolescente; Saúde da Gestante e do Bebê; Saúde da Criança; Gerenciamento em Saúde; Saúde do Idoso

 Febre Amarela

A febre amarela é uma infecção viral aguda, que pode se apresentar de formas clínicas variáveis. Nas Américas, a febre amarela é considerada urbana quando a transmissão do vírus se dá pelo mosquito da espécie Aedes aegypti. No Brasil, atualmente, é transmitida por mosquitos silvestres.

TRANSMISSÃO
A infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a doença ou recebido a vacina contra ela circula em áreas florestais e é picada por um mosquito infectado. Ao contrair o vírus, a pessoa pode se tornar fonte de infecção para o Aedes aegypti no meio urbano. Além do homem, a infecção pelo vírus também pode acometer outros vertebrados. Os macacos podem desenvolver a febre amarela silvestre de forma inaparente, mas ter a quantidade de vírus suficiente para infectar mosquitos. Uma pessoa não transmite a doença diretamente para outra.

SINAIS E SINTOMAS
As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiência hepática e/ou renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso. A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização permanente contra a febre amarela.

PREVENÇÃO
Como a transmissão urbana da febre amarela só é possível através da picada de mosquitos Aedes aegypti, a prevenção da doença deve ser feita evitando sua disseminação. Portanto, deve-se evitar o acúmulo de água parada em recipientes destampados. Para eliminar o mosquito adulto, em caso de epidemia de dengue ou febre amarela, deve-se fazer a aplicação de inseticida através do "fumacê”. Além disso, devem ser tomadas medidas de proteção individual, como a vacinação contra a febre amarela, especialmente para aqueles que moram ou vão viajar para áreas com indícios da doença. Outras medidas preventivas são o uso de repelente de insetos, mosquiteiros e roupas que cubram todo o corpo.

VACINA CONTRA FEBRE AMARELA
A vacinação é indicada a partir de 9 meses de idade em uma única dose. Em indivíduos que se deslocarão para área de risco, a vacina deve ser aplicada, no mínimo, 10 dias antes do deslocamento. Alguns países exigem o Certifica do Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIPV), como concessão de vistos de entrada. 

CONTRAINDICAÇÃO PARA VACINA CONTRA FEBRE AMARELA
Crianças menores de 6 meses;
Gestantes;
Portadores de processos infecciosos agudos;
Imunodeprimidos;
Portadores de doença do timo;
Pacientes com alergia grave ao ovo de galinha e seus derivados.

QUEM DEVE RECEBER VACINA COM RESTRIÇÕES:
Pessoas acima de 60 anos deverão ser vacinadas somente se residirem ou forem se deslocar para áreas com transmissão ativa da febre amarela;
Gestantes (em qualquer período gestacional) e mulheres amamentando só deverão ser vacinadas se residirem em local próximo onde ocorreu a confirmação de circulação do vírus;
 Mulheres amamentando devem suspender o aleitamento materno por 10 dias após a vacinação e procurar um serviço de saúde para orientação e acompanhamento a fim de manter a produção do leite materno e garantir o retorno à lactação;
Pessoa vivendo com HIV/AIDS desde que não apresentem imunodeficiência grave (contagem de linfócitos CD4 < 200 células/mm3). 

Você pode encontrar a vacina nas nossas clínicas de vacinação Unimed: em Porto Alegre no Shopping Total, que fica na Av. Cristóvão Colombo, 545 – conj. 3015 – Floresta, ou em Canoas, no Conjunto Comercial de Canoas, na Av. Getúlio Vargas, 5.600 – BR-116 – Centro.

Para mais informações, ligue: 0800-510-46-46.

Deixe o seu comentário

Próximas Atividades

Publicações Anteriores