Seu navegador não suporta JavaScript!
Logon

 06/08/2018 - Institucional

 Amamentar fortalece a saúde do bebê e o vínculo entre mãe e filho

 Unimed Porto Alegre destaca a importância do aleitamento materno na Semana Mundial da Amamentação

​A Semana Mundial da Amamentação acontece entre os dias 1º e 8 de agosto. Prática que protege e fortalece vínculos entre mães e filhos, a amamentação é de extrema importância do bebê nos primeiros meses de vida. A Organização Mundial da Saúde orienta que, até os seis meses de vida, a criança seja alimentada exclusivamente com leite materno. Após, deve haver a introdução de outros alimentos, mas o aleitamento materno ainda é indicado até os dois anos de idade.

A amamentação proporciona uma série de benefícios tanto para mães, quanto para os filhos. Segundo a médica pediatra integrante do Comitê de Especialidade de Pediatria da Unimed Porto Alegre, Desirée de Freitas Valle Volkmer, o aleitamento materno auxilia no crescimento saudável do bebê. "O leite materno protege contra diarreias, infecções respiratórias e alergias. Além disso, contribui para o desenvolvimento cognitivo das crianças", afirma a pediatra. Durante os seis primeiros meses, a criança deve ser alimentada exclusivamente com leite materno. "Além de oferecer um alimento completo, o aleitamento materno oportuniza uma conexão única entre mãe e filho", ressalta a médica. O leite materno ainda é uma fonte rica de nutrientes que mantém o bebê hidratado, dispensando a ingestão de outros líquidos.

Para reforçar a importância do aleitamento materno e oferecer informações às mamães, o Programa Viver Bem da Unimed Porto Alegre promove diversas atividades sobre o tema. A extração adequada do leite, o cuidado com as mamas e o momento certo para a introdução de outros alimentos são alguns dos assuntos abordados.

Para uma amamentação tranquila e saudável, a médica elencou algumas dicas:

- Cada bebê tem seu ritmo, devendo mamar até ficar satisfeito;
- Quanto mais oferecer o seio ao bebê, mais leite a mãe irá produzir;
- Não ofereça outros alimentos até os seis meses de vida do bebê se o mesmo estiver sendo amamentado;
- Após as mamadas, colocar o bebê no colo, na posição ereta (vertical), durante 15 a 20 minutos;
- Quando o bebê estiver no berço, mantenha o mesmo de barriga para cima;
- O exercício de mamar no seio também é importante para estimular a fala do bebê, psicomotricidade (sustentação da cabeça), respiração, mastigação (desenvolvimento da musculatura oral), deglutição (aperfeiçoa sucção, respiração e deglutição com movimento de língua, maxilar e mandíbula) e audição.
- É importante que a mãe se alimente adequadamente: Inclua frutas, verduras, leguminosas, cereais integrais e aumente a quantidade de líquidos ingeridos (leite, água, sucos e chás). Importante também que não consuma bebidas alcóolicas, que evite sal em excesso, refrigerantes e doces, assim como o consumo excessivo de cafeína e que nunca tome medicamentos sem orientação médica;
- Cólicas podem ocorrer nos três primeiros meses de vida, se notar que algum alimento ingerido causou desconforto no bebê, exclua da dieta e observe;
- Dietas extremamente restritivas neste período não são indicadas.

Em agosto a Unimed Porto Alegre ministra oficinas do Programa Viver Bem sobre Aleitamento Materno para clientes. Para saber mais, acesse https://www.unimedpoa.com.br/blogviverbem.