Seu navegador não suporta JavaScript!
Logon

 07/11/2017 - Viver Bem

 Oficinas do Programa Viver Bem da Unimed Porto Alegre oferecem auxílio para diabéticos

 14 de novembro é o Dia Mundial do Diabetes

A prevalência do diabetes vem aumentando mundialmente devido ao envelhecimento da população e, principalmente, em razão dos maus hábitos de vida, como sedentarismo e alimentação inadequada. Com o foco sempre voltado para a prevenção, a Unimed Porto Alegre oferece oficinas gratuitas sobre tratamento e cuidados gerais para seus clientes que querem saber mais como lidar e viver melhor com o diabetes.

"Conforme dados do VIGITEL 2016, a prevalência estimada no Brasil de pessoas com diabetes é de 8,9% da população e, em Porto Alegre, é em torno de 8,5%. Entretanto, um estudo realizado recentemente na nossa capital aponta que 23,5% das pessoas com mais de 60 anos têm diabetes", afirma a endocrinologista e médica cooperada da Unimed Porto Alegre Livia Silveira Mastella.

A endocrinologista explica que as causas do diabetes podem ser a não produção de insulina pelo pâncreas ou a resistência à insulina no organismo. No diabetes tipo 1, o organismo ataca as células beta produtoras de insulina e representa de 5% a 10% de todos os portadores da doença, que, geralmente, se inicia na infância ou adolescência. Cerca de 90% das pessoas com diabetes têm o tipo 2, que tem grande relação com a obesidade e o sedentarismo. "Até o momento, o diabetes tipo 1 não pode ser prevenido, pois tem forte origem genética. O tipo 2 pode ser prevenido com a adoção de hábitos saudáveis. Evitar o excesso de peso, o consumo de alimentos ultraprocessados e o sedentarismo são boas medidas para isso", afirma a médica.

As oficinas

A Unimed Porto Alegre oferece auxílio para pessoas que têm diabetes, por meio das oficinas do Programa Viver Bem. Livia dá algumas dicas preventivas. "É importante salientar que o diabetes pode ser um mal silencioso. Deve-se manter vários cuidados para evitar progressão da doença e o desenvolvimento de complicações, bem como realizar acompanhamento médico rigoroso para acompanhar o uso de medicações e realização dos exames de rotina indicados. O acompanhamento nutricional também é essencial, assim como se deve estar atento à saúde dos olhos, dos dentes e a alterações ao examinar os pés", finaliza a especialista.


Receitas

No mês de novembro, o programa Gerenciamento em Saúde, oferecido pela Unimed Porto Alegre, trará uma conversa sobre diabetes e abordará as preparações culinárias sem açúcar, nutrição no diabetes, mudanças na rotina do diabético e o papel da família nesse processo, alteração de glicemia, tratamento e cuidados gerais. Gratuita e exclusiva para clientes, titulares e dependentes da Unimed Porto Alegre, a oficina ocorre na Casa Bem-Estar e busca esclarecer dúvidas e ensinar como ter uma melhor qualidade de vida. As inscrições podem ser realizadas pelo telefone 0800 510 46 46 e pelo site unimedpoa.com.br/blogviverbem.

A nutricionista do Viver Bem, Paula Barbosa Corrêa, dá duas receitas que podem ser preparadas e saboreadas pelos diabéticos:

ESPUMA DE MORANGO

Ingredientes:

1 pacotinho de gelatina sem sabor

1 xícara de morangos

300 ml de água

1 pote de iogurte diet de morango

3 claras em neve

Modo de preparo:

Ferva a água, dissolva a gelatina e bata no liquidificador com os morangos. Leve à geladeira até ela ficar com a consistência de clara de ovo. Bata então no liquidificador com o iogurte por cerca de 1 minuto. Coloque em um recipiente e junte aos poucos às claras em neve, misturando com delicadeza. Despeje em 6 taças e leve novamente à geladeira.

PÃO INTEGRAL SEM AÇÚCAR

Ingredientes

1 xícara de trigo para quibe (triguilho)

1 ½ xícara (de chá) de água morna

50 g de fermento de pão biológico ou um envelope do seco

1 colher (de sopa) de leite desnatado em pó

1 colher (de sopa) de sal

2 ovos

50 g de manteiga ou óleo de coco

½ xícara (de chá) de farinha de banana verde

½ xícara (de chá) de farinha de trigo integral

3 xícaras de farinha de trigo branca

Modo de preparo:

Colocar o triguilho na água morna por meia hora. Depois, retirar a água com as mãos ou com uma peneira.

Colocar em uma vasilha o fermento, a água morna, a manteiga, o leite em pó e os ovos. Misturar bem. Acrescentar a farinha branca, misturada com o sal, aos poucos. Depois, a de trigo integral, o triguilho e a farinha de banana.

Untar duas formas de bolo inglês com azeite de oliva. Colocar a massa e deixar crescer por cerca de 30 minutos.

Assar em forno pré-aquecido a 180ºC por cerca de 25 minutos.

Dura 3 dias em temperatura ambiente e 1 semana na geladeira. Congelado, 3 meses. Para descongelar, enrolar o pão em papel-alumínio e levar ao forno em fogo baixo.