Seu navegador não suporta JavaScript!
Logon

​O que previne

Infecção pelo vírus Influenza (que causa a gripe) contidos nas vacinas.

Composição​

Trata-se de vacina inativada, portanto, não tem como causar a doença.

Sua formulação contém proteínas de diferentes cepas do vírus Influenza definidas ano a ano conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que realiza a vigilância nos hemisférios Norte e Sul. 

Existe vacina trivalente, com duas cepas de vírus A e uma cepa de vírus B, e vacina quadrivalente, com duas cepas de vírus A e duas cepas de vírus B.

Indicação​

Para todas as pessoas a partir de 6 meses de vida, principalmente aquelas de maior risco para infecções respiratórias, que podem ter complicações e a forma grave da doença.

Contraindicação

As pessoas que já tiveram a síndrome de Guillain-Barré e com alergia grave (anafilaxia), a algum componente da vacina ou a dose anterior não devem receber a vacina.  Quem está com imunodepressão, natural ou medicamentosa (pacientes em quimioterapia ou imunoterapia), devem receber orientações específicas do seu médico.   

Esquemas de doses

Para crianças de 6 meses a 8 anos 11 meses e 29 dias: duas doses na primeira vez em que forem vacinadas (primovacinação), com intervalo de um mês e revacinação anual.

Para crianças 9 anos ou mais, adolescentes, adultos e idosos: dose única anual.

Via de aplicação

Intramuscular.

Onde pode ser encontrada

Na rede pública, para crianças de 6 meses a 5 anos 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), maiores de 60 anos, pessoas de qualquer idade com doenças crônicas (como diabetes, doenças cardíacas e respiratórias, imunocomprometidos), população indígena, professores de escolas públicas e particulares, privados da liberdade, profissionais da saúde e das forças de segurança e salvamento. 

Clínicas de Vacinas da Unimed Porto Alegre (Canoas e Porto Alegre), para pessoas a partir de 6 meses​.