Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

Notícias

 09/11/2015 - Responsabilidade Social; Institucional

 10 Medidas Contra a Corrupção

 

​​A Unimed Porto Alegre aderiu ao Projeto Anticorrupção do Ministério Público Federal (MPF) que sugere 10 medidas de urgência contra a corrupção no Brasil. O ato foi oficializado em 03 de novembro, com a assinatura do presidente do Conselho de Administração da Unimed Porto Alegre, Márcio Pizzato, e da Procuradora da República, Jerusa Burmann Viecili. Com isso, a Cooperativa planeja uma ampla campanha de comunicação com seus colaboradores, cooperados e clientes para divulgar a iniciativa e integrar seus públicos nessa causa.

“O combate à corrupção está diretamente relacionado às diretrizes éticas e de conduta da Cooperativa Médica e às nossas práticas de Governança Corporativa. Este engajamento deverá ser desdobrado em todos os nossos canais de comunicação com o incentivo à coleta de assinaturas em nossas unidades”, afirma presidente do Conselho de Administração da Unimed Porto Alegre, Márcio Pizzato. E complementa: “é importante destacar que essa iniciativa não tem qualquer vinculação partidária”.

O encontro para oficializar o apoio da Unimed Porto Alegre contou ainda com a presença da vice-presidente do Conselho de Administração da Unimed Porto Alegre, Beatriz Vailati; do diretor de Relações com o Mercado, Angelo Chaves; e do superintendente de Marketing e Vendas da Cooperativa, Julio Wilasco.

A coleta de assinatura estará disponível aos mais de 720 mil beneficiários da Cooperativa nos 367 pontos de atendimento, entre serviços credenciados e próprios, e aos 6,5 mil médicos cooperados.

O projeto do MPF, lançado no início do ano, chama a sociedade a apoiar e defender as medidas, conclamando o Congresso para que promova as alterações estruturais e sistêmicas necessárias para prevenir e reprimir a corrupção de modo adequado. São 10 Medidas sugeridas para aprimorar a prevenção e o combate à corrupção e à impunidade. As propostas objetivam Transparência, Prevenção, Eficiência e Efetividade.

Segundo o MPF, as medidas buscam, entre outros resultados, evitar a ocorrência de corrupção (via prestação de contas, treinamentos e testes morais de servidores, ações de marketing/conscientização e proteção a quem denuncia a corrupção), criminalizar o enriquecimento ilícito, aumentar penas da corrupção e tornar hedionda aquela de altos valores, agilizar o processo penal e o processo civil de crimes e atos de improbidade, fechar brechas da lei por onde criminosos escapam (via reforma dos sistemas de prescrição e nulidades), criminalizar caixa dois e lavagem eleitorais, permitir punição objetiva de partidos políticos por corrupção em condutas futuras, viabilizar a prisão para evitar que o dinheiro desviado desapareça, agilizar o rastreamento do dinheiro desviado e, por fim, fechar brechas da lei por onde o dinheiro desviado escapa (por meio da ação de extinção de domínio e do confisco alargado).

Mais informações podem ser obtidas no www.combateacorrupcao.mpf.mp.br/10-medidas.

Informações Gerais

Central de Relacionamento com o Cliente 4004 2040

Serviços de Atendimento

SAC 0800 510 4646

Agendamento de Consultas

Unifacil 4020 3113

Emergências Médicas

SOS Unimed 0800 707 0007

Central de atendimento coronavírus

Coronavírus 0800 920 60 62

Informações e Agendamento de Exames

Rede de Serviços Próprios Unimed 2136 4100